... Amo-te filho...: Um grande susto

Amo-te filho...

Páginas soltas de uma mamã babada e o seu filhote... Amo-te Filho!!!

Lilypie 2nd Birthday Ticker

17 setembro 2006

Um grande susto

Ontem apanhei um grande, grande susto! Não costumo dar com muita frequência, mas ontem enquanto arrumava a cozinha o Mauro estava muito irrequieto e então dei-lhe um pedaço de pão para se entreter a comer. Fui olhando para ele para ver se não se engasgava. Como ele já consegue ir rasgando o pão com os dentinhos, consegue bocadinhos maiores que lhe vou tirando da boca. Ontem assim que olhei para ele, ele estava a sufocar, tentou engolir um pedaço demasiado grande e quando olhei para ele fiquei tão aflita. Comecei a gritar pelo meu marido que estava no quarto a dormir, a meter-lhe o dedo na boca a tentar que ele deita-se fora o pão e aflita a tirar-lhe o cinto da cadeirinha para leva-lo ao pai. Nunca senti aflição tão grande, ele aflito sem respirar. assim que o pai pegou nele, virou-o ao contrário e conseguiu que deitasse fora o pão e começou a berrar.
Mais aliviada, peguei nele ao colo, abracei-o muito e dei-o novamente ao pai, fui para um canto da casa de banho chorar.
Mas que raio de mãe sou eu que vejo o meu filho aflito e não consigo ajuda-lo? Porque que não olhei mais cedo uns segundos para ele para lhe tirar o pão?? O que é que tinha acontecido se estivessemos os dois sozinhos em casa? O meu filho podia ter morrido.
Graças a deus não aconteceu nada de mais grave
Nunca mais lhe dou pão!
Amo-te meu filho, muito, perdoa-me

9 Comments:

At 7:53 da tarde, Blogger PatLeal said...

Graças a Deus que tá tudo bem agora. Respira. Jocas grandes

 
At 9:11 da tarde, Blogger Fátima e Pituquinha said...

Olá

Entendo perfeitamente o que sentiste e o que estás a sentir por não ter conseguido ajudar o Mauro.
Comigo aconteceu algo semelhante, quando a minha Pituquinha tinha 1 mês. Ela estava deitada de barriga para cima e o leite veio-lhe a boca (ela tem problema de refluxo, mas na ocasião eu ainda não sabia) ela sufocou-se, não conseguia respirar, começou a abanar a cabecinha como quem diz não. Fiquei desesperada, gritei pelo meu marido que estava a dormir e ela fez-lhe as manobras necessárias (ele foi socorrista na tropa). Enquanto ele a socorria eu chorava.
Senti-me muito mal por não ter conseguido ajuda-la, fiquei a pensar no que teria acontecido se estivessemos só as duas.

Tenho muito medo que volte a acontecer. Somente dou bolacha e pão para a Pituquinha quando o papá está por perto.

Beijinhos

 
At 10:04 da tarde, Blogger  said...

:)
Como sabias que o teu marido estava em casa, correste para ele... é normal. Se tivesses sozinha teria sido diferente... És uma boa mãe, concerteza:)
bjs

 
At 11:00 da manhã, Blogger Estrela Rafaela said...

Amiga, até me vieram as lágrimas aos olhos - imaginei a tua aflição...
Eu nunca dei pão à Rafaela precisamente com esse receio...
Felizmente tudo acabou bem - nada como a calma do papá, nós ficamos mais bloqueadas, eu acho...
Beijinhos grandes.

 
At 12:46 da tarde, Anonymous carla m. said...

Opah tu não te podes culpar por isso, fizeste o que podias linda, agora esquece isso, ok?
ja passou.
Beijos grandes

 
At 3:14 da tarde, Blogger PaulaB said...

É muito complicado quando nos acontece algo mas o mais importante é manter a calma.
Um dia com a minha sobrinha ela sofocou com o leite e toda a gente gritava estavamos em familia tive a reacção de a arrancar das mãos da mãe porque ela só gritava virei-a ao contrário como fez o teu marido e bati-lhe nas costinhas e ela começou a chorar.
Foi uma aflição muito grande, mas ela já estava a ficar roxa por não conseguir respirar e foi tudo tão rápido.
Se estivesses sozinha ia conseguir ajudar o teu filho concerteza, com o instito de protecção, não penses no pior acredita que és a melhor mãe do Mundo para o teu Filho.
Jinhos e fica bem

 
At 7:00 da tarde, Blogger Ana Paula said...

Imagino como te deves ter sentido, mas não te deves punir por isso, de certeza que se estivesses sozinha com o Mauro resolvias o problema. Eu também acho sempre que não consigo enfrentar uma situação dessas!
Já passou
beijinhos

 
At 11:09 da manhã, Blogger Luísa said...

Que grande susto...
Mas já passou, felizmente.
A minha filha tb já se engasgou com pão, agora passei a dar-lhe pão mais duro (aguenta mais tempo),para ela roer.
Bjs

 
At 2:08 da tarde, Blogger Mamã said...

Muito obrigada a todas pela força. Eu nunca pus em cousa que não soubesse cuidar do meu filho, mas desta vez fiquei mesmo muito aflita, mas está a passar, pelo menos agora não lhe dou nada sólido, até que o medo desapareça.
Beijinhos pra todas

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home